Roberto foi um entusiasta da catálise no país, tendo participado ativamente da criação da Sociedade e sido seu Presidente por dois mandatos consecutivos além de ter sido o responsável de diversas edições de CBCat, nas quais exercia com êxito suas capacidades em congregar os membros de nossa Sociedade. Porém, acima de tudo, Roberto foi um dos principais cientistas em catálise no Brasil ao seu tempo, tendo sido pioneiro no uso de líquidos iônicos, assim como contribuído para a formação de um núcleo de catálise no sul do país, sobretudo com foco na catálise homogênea voltada para processos de oligomerização e polimerização e tendo orientado suas ultimas linhas de pesquisa na geração de energias alternativas e na área da química verde.

Roberto se destacou pela liderança e inovação na pesquisa, sabendo encontrar interfaces eficientes com parceiros industriais, tendo publicado inúmeros artigos em revistas de alto impacto, orientado diversos alunos de pós-graduação, muitos dos quais seguem seu legado científico na área, além de ter atuação destacada na área administrativa, como Diretor do Instituto de Química da UFRGS, coordenador de numerosas comissões da UFRGS e presidente da SBCat, entre outras atividades. Um prêmio com o seu nome é uma justa homenagem que a SBCat faz ao cientista brilhante, que prematuramente nos deixou e que tem um grande legado para ser conhecido pelas gerações futuras.

O fundamento do prêmio é o de reconhecer a excelência na pesquisa e formação de recursos humanos em catálise no Brasil, nos últimos 10 anos, por qualquer um dos membros da SBCat. O objetivo é premiar um indivíduo pela excelência de seus trabalhos no entendimento da catálise e no desenvolvimento de novos catalisadores e processos catalíticos, abrangendo a catálise homogênea, catálise heterogênea, biocatálise, eletrocatálise, fotocatálise, preparação, caracterização ou avaliação de catalisadores, modelagem de catalisadores, de reatores ou de processos catalíticos, entre outros aspectos. Também deverá ser considerada a excelência na formação de recursos humanos, atestada pela orientação de teses de doutorado e dissertações de mestrado.

A Diretoria da SBCat (Biênio 2017-2019) nomeou uma comissão composta pelos Professores Michèle Oberson de Souza (UFRGS), Roger Fréty e Martin Schmal para selecionar os potenciais candidato ao prêmio e fazer a sua indicação. Após um período de análise e discussão, a Comissão indicou os nomes do Professor Dr. Dilson Cardoso e Dr. Yiu Lau Lam que receberão o prêmio durante o 20o CBCat, quando também ambos proferirão uma palestra plenária.

Assim, é com imenso prazer e satisfação que a Diretoria da SBCat (Biênio 2017-2019) parabeniza o Professor Dilson Cardoso e o Dr. Dr. Yiu Lau Lam por mais essa conquista.

Clique AQUI para ter acesso à integra do relatório da Comissão de Seleção do Prêmio Roberto Fernando de Souza de Excelência em Catálise.

Após a análise curricular de todos os inscritos ao prêmio Arrhenius, a Comissão Julgadora constituída pelos Professores Sibele Pergher, Kátia Bernardo Gusmão e Wagner Alves Carvalho selecionou os seguintes sócios colaboradores como ganhadores do Prêmio Arrhenius 2019

  • Thatiane Veríssimo dos Santos - Regional 1;
  • Erika Tallyta Leite Lima - Regional 1;
  • Rafael Roberto Cardoso Bastos - Regional 1;
  • Leandro Duarte de Almeida - Regional 2;
  • Glaucio José Gomes - Regional 3;
  • José Guilherme Lopes Ferreira - Regional 3.

Surpreendentemente não houve nenhuma inscrição de sócios da Regional 4.

A Direção da SBCat congratula todos os selecionados e pede que os mesmos enviem mensagem eletrônica ao endereço Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. informando:

  • CPF;
  • Banco, conta e agência para pagamento do prêmio.

O objetivo do Concurso "Tese de Doutorado em Catálise" é identificar e premiar as Teses que trouxeram maior contribuição para o desenvolvimento da catálise no Brasil, com o intuito de incentivar o recém-Doutor, atuante nessa área do conhecimento.
O Concurso "Tese de Doutorado em Catálise" será realizado a cada dois anos, patrocinado pela Sociedade Brasileira de Catálise (SBCat) e apoiado financeiramente pela EVONIK DEGUSSA BRASIL LTDA.
O resultado deste oitavo Concurso será anunciado publicamente durante o "19o Congresso Brasileiro de Catálise", a ser realizado em 2017 sendo, portanto, denominado "Tese de Doutorado em Catálise 2017".

 

Para mais informações, confira o regulamento AQUI.

No próximo dia 18 de setembro, a SBCat completa 20 anos da sua fundação. Todos estão convidados a visitar o estande da SBCat para confraternizar e comer uma fatia do bolo que será oferecido em homenagem a todos os Sócios Fundadores.

A trajetória da criação da SBCat iniciou-se bem antes, em 1981, quando da realização do 1o Seminário de Catálise no Rio de Janeiro.

Desde então, os Seminários de Catálise têm sido realizados a cada dois anos, fato que foi fundamental não só para a difusão da catálise nas diferentes regiões do país, mas também a consolidação da comunidade e formação de novos grupos de pesquisa. Em 1987 o nome dos encontros foi alterado para Seminário Brasileiro de Catálise, refletindo o crescimento da área e a sua capilaridade pelas mais diferentes regiões do país.

No 8o Seminário Brasileiro de Catálise realizado em Nova Friburgo, foi constatado que a comunidade já apresentava número suficiente de participantes para que os Seminários pudessem ser considerados como Congressos. Nessa ocasião, o Professor Dilson Cardoso propôs por um abaixo assinado que o nome do evento fosse alterado de Seminário Brasileiro de Catálise para Congresso Brasileiro de Catálise.

Assim, em 1997 foi realizado em Água de Lindóia o primeiro dos congressos de catálise, o 9o Congresso Brasileiro de Catálise em Águas de Lindóia, ocasião em que foi criada a SBCat, cujos objetivos são, além da realização do congresso a cada dois anos, promover a difusão da catálise no Brasil. Uma diretoria provisória formada por Martin Schmal, Dilson Cardoso, Roberto Fernando de Souza e Fernando Leite foi instituída para consolidar a criação da SBCat, redigir um estatuto e um regimento que viriam a ser aprovados durante a realização da 1a Assembleia Geral que ocorreu durante o 10o Congresso Brasileiro de Catálise em Salvador.

O comitê organizador orgulhosamente convida representantes do setor industrial e da academia para participar do VII Encontro da Escola Brasileira de Química Verde, que ocorrerá nos dias 9 e 10 de outubro de 2017, na sede do Instituto Nacional de Tecnologia, Rio de Janeiro.

Este evento tem como característica principal a promoção do contato e da troca de informações entre representantes de empresas atuantes no âmbito da Química Verde e pesquisadores desta área. Esta versão esta focada na apresentação de novos processos químicos/bioquímicos para a Indústria de Renováveis. O Workshop contará com conferencias plenárias proferidas por pesquisadores de renome internacional, além de sessões técnicas e de pôsteres. Neste evento a melhor tese no âmbito da Química Verde será premiada (Prêmio Professor Arikerne Sucupira). Estamos muito felizes em recebê-los no Rio de Janeiro e compartilhar com vocês os últimos avanços científicos e tecnológicos da Química Verde.

Para mais informações, clique aqui

Topo